Dicas como preparar para os vestibulares de inverno

05.06.2017

   Além de um termômetro importante para o aluno avaliar o andamento de seus estudos, os vestibulares de inverno podem ser a chance de garantir uma vaga na faculdade já no meio do ano. Na opinião de professores, agora é a hora de priorizar as revisões. A um ou dois meses do vestibular, melhor o aluno esquecer aqueles conteúdos que ainda não teve contato e focar em reforçar o conhecimento adquirido.

     Sobre as escolas literárias, comuns a todos os vestibulares, vale a pena começar pelas mais antigas e seguir uma ordem temporal. Outro ponto importante, destaque é tomar cuidado com as obras obrigatórias. Resenhas literárias, filmes e, até mesmo entrevistas que abordem os autores e os livros exigidos, podem ajudar o aluno a ter mais repertório para a hora da prova.

Professores recomendam também aos alunos que leiam de tudo um pouco para treinar a interpretação de texto. Para as disciplinas que exigem assimilação de conteúdo, aconselha que cada aluno descubra qual maneira de estudar é mais eficaz para ele. Alguns escrevem sem parar o que leem, outros repetem os conceitos para si mesmo em voz alta.

    Especialistas dão dicas específicas no terreno da língua portuguesa. Quanto à ortografia, o ideal é focar na reforma ortográfica e para isso não tem escapatória: é repetir até decorar. Para revisar a gramática, melhor começar pelo mais simples e ir gradualmente abordando assuntos mais complexos. Primeiro, o aluno deve estudar as classes morfológicas, depois entrar no campo da análise sintática e tentar identificar as palavras em um contexto, para só depois subir o nível e passar para as orações subordinadas.

      Procurar coisas novas para estudar não é a melhor estratégia. Uma boa dica é revisar todo o conteúdo básico e deixar para reforçar apenas um ou outro assunto que não ficou muito claro. Vale a pena elencar autores clássicos da disciplina como (Marx, Weber, Durkheim), entender suas ideias e depois evoluir para as sociedades modernas, as bases políticas e dar um apanhado geral sobre antropologia e assuntos correlatos.

     Outra boa orientação é descansar a cabeça nos dias anteriores à prova. Faça a analogia com um halterofilista: não é puxando ferro na véspera que ele irá melhorar seu desempenho na competição do dia seguinte. Da mesma maneira que acontece com o corpo, o cérebro também precisa estar descansado para render melhor.

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google+
Please reload

© 2017 Metas Jataí: o seu portal de notícias - Rua Minas Gerais, 713, Santa Maria - Jataí/GO - CEP: 75.800-082 - (64) 3636-9016