Projeto que cuida da saúde de adolescentes alcança mais de 60 mil meninas em 15 anos de atuação

20.09.2017

O Projeto Menarca de promoção à saúde feminina, do Colégio Sepam de Ponta Grossa, no Paraná, completa neste mês 15 anos de atuação. Criado em 2002, o programa que visa conscientizar e orientar adolescentes em fase de menarca - 1° menstruação – já alcançou 60 mil meninas.

 

     Promovendo encontros com palestras e bate-papo entre jovens da mesma faixa etária, o projeto atende escolas públicas, entidades sociais e a comunidade em geral, orientando meninas de 12 a 16 anos sobre os riscos das DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis) e os problemas da gravidez na adolescência.

 

     Como diferencial, quem conduz os debates do Menarca são as próprias alunas do Colégio Sepam. Após orientações e qualificação com profissionais da área da saúde feminina, as voluntárias, com idade entre 14 e 16 anos, realizam encontros com as jovens atendidas pelo Projeto Menarca, sem a presença de professores, de outros adultos e também sem a presença dos meninos.

 

     Segundo a orientadora do projeto e professora de Educação Física do Sepam, Larissa Pasturczak, o diálogo sem a presença de um adulto torna o debate mais dinâmico e amplo. “São meninas falando com meninas sobre assunto de meninas. Elas não se sentem intimidadas e ficam mais à vontade para discutirem assuntos íntimos”, destaca.

 

      Desde a sua criação, o Menarca foi implantado em outras cinco cidades do Paraná e Santa Catarina.Iniciativa de sucesso, o programa conquistou quatro prêmios nacionais: Prêmio Escola de Incentivo à Prevenção de DST`s, Aids e drogas (UNESCO/ONU - 2003)), Prêmio Jovem Semeador (Iberá Sementes - 2004), Prêmio Objetivos de Desenvolvimento do Milênio ODM Brasil (Governo Brasileiro - 2005) e Prêmio Construindo a Nação (CNI/SESI - 2007).

 

       O Colégio Sepam ainda realiza outros projetos direcionados à comunidade da região de Ponta Grossa, como Grupo da Cidadania, Step by Step e ECOPAM. Jacob Cavagnari, coordenador pedagógico e de projetos do Sepam conta que a participação dos alunos em programas sociais de forma voluntária é importante na formação cidadã dos alunos: “Acreditamos nos jovens e quando eles se integram em projetos voluntários, vemos um crescimento do aspecto humanitário, com mudanças que fazem a diferença na sociedade".

 

       Para o diretor do Colégio Sepam, Osni Mongruel Junior, o projeto evidencia sempre as características presentes em outros projetos da instituição, como a educação de pares e o protagonismo juvenil. “Neste caso temos as nossas alunas ensinando outras jovens alunas. Isto é ensinar muito mais”, afirma.

 

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google+
Please reload

© 2017 Metas Jataí: o seu portal de notícias - Rua Minas Gerais, 713, Santa Maria - Jataí/GO - CEP: 75.800-082 - (64) 3636-9016