Meirelles: “Tenho condições de entrar no segundo turno e ganhar a eleição”

19.09.2018

     O candidato do MDB à presidência da República, Henrique Meirelles, afirmou nesta terça-feira (18) que está confiante na ida para o segundo turno das eleições. Em entrevista à rádio Itatiaia, de Belo Horizonte, o presidenciável ressaltou que o tempo de campanha em 2018 é menor que quatro anos atrás.

Henrique Meirelles, no entanto, reiterou que ainda há tempo para que os eleitores possam saber um pouco mais de sua história.

 

     “Este ano, a campanha eleitoral é uma campanha curta, conforme foi definido pela lei. O primeiro programa para presidente da República no programa eleitoral foi no dia 1 de setembro, e ela está muito no início ainda. Nós ainda temos quase 3 semanas de campanha. É muito tempo levando em conta exatamente que a campanha é muito curta. E as vezes a gente se confunde com as eleições anteriores, que quando chegava nessa época, nós já tínhamos muito tempos de propaganda eleitoral. Em consequência, os candidatos já estavam mais conhecidos, todos”, disse.

 

     O ex-presidente do Banco Central acredita que vai crescer nas pesquisas à medida em que seu currículo for divulgado nas propagandas eleitorais. “Uma vez que o eleitor conheça meu histórico, conheça tudo aquilo que eu fiz lá no governo do ex-presidente Lula, como eu tirei agora nesse governo o Brasil da crise, quando antes eu saí do Brasil e fui ser presidente de uma grande organização mundial, aí a intenção de voto aumenta de forma impressionante, e as pesquisas qualitativas indicam que tenho condições de ganhar a eleição. Entrar no segundo turno e ganhar o segundo turno”, afirmou confiante.

Henrique Meirelles também criticou os concorrentes ao Planalto. O ex-ministro da Fazenda voltou a afirmar que Jair Bolsonaro não entende de economia, destacou que Haddad vai voltar a fazer a mesma política econômica de Dilma Rousseff, que colocou o Brasil na maior recessão da história. Apontou ainda que as propostas de Ciro Gomes levam ao “desastre econômico”.

 

     Em outro trecho da entrevista, Meirelles reapresentou a proposta de criar 10 milhões de empregos em quatro anos. O presidenciável lembrou que gerou o mesmo número de vagas de trabalho enquanto esteve à frente do Banco Central, durante os governos do ex-presidente Lula.

 

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no Google+
Please reload

© 2017 Metas Jataí: o seu portal de notícias - Rua Minas Gerais, 713, Santa Maria - Jataí/GO - CEP: 75.800-082 - (64) 3636-9016